26
Ago 10

Afastei-me lentamente, a mão dele ainda estava na minha cara e ele agora, soltava um sorriso lindo. Olhei para o chão para ele não notar o quanto vermelha eu estava e também sorri.
-Que foi? – Perguntou ele, ao mesmo tempo a movimentar a sua mão para o meu queixo e a puxa-lo para cima.
-Nada, não quero que me vejas assim…
-Assim como?
-Vermelha que nem um tomate – ele riu-se um pouco e voltou agarrar a minha cara, já voltada para ele e para aqueles olhos castanhos esverdeados.
-Não precisa de estar assim, está de noite não dá para ver.
-Sim, mas nota-se na mesma.
-Pois nota-se, você esqueceu-se que estou com a minha mão na sua cara e está realmente muito quente…
-Ah-ah que gracinha…. Não tem piada! – neste momento já o David estava a rir mas um riso baixinho. Arrepiei-me outra vez, mas desta vez já não era por causa do David. No cabo estava mesmo frio e a já estava a sentir.
-Eu sabia que você ia ficar com frio, vá toma. Tem que vestir! Não te quero ver a espirrar.
-Ok, ok. Eu visto! Mas isso vai-me ficar enorme! Mas assim ficas tu com frio…
-Não, eu sou homem! Os homens não têm frio.
-Sim, claro… Vá, vamos embora. Mas desta vez vais tu a conduzir…
-Concordo a 100%! E então, onde vamos?
-Não sei, deixo contigo.
-Ok, quer conhecer a minha casa?
Não respondi, olhei novamente a olhar para baixo. Não sabia apenas o que responder.
-Que foi? Que se passa?
-Eu quero que as coisas vão com calma…
-Oi? Calma, eu já percebi. Eu só te quero mostrar a casa mais nada! Não se preocupe, não sou assim… - interrompeu logo o David.
-Ah… Desculpa… Então, sim claro!
-Então vamos!
Falamos durante todo o caminho até que ele parou num prédio. O prédio era grande e bonito.
-Espera um pouco! – Dizia o David enquanto saia do carro e dava uma corrida até o outro lado para me abrir a porta -Vem Princesa, vou-te levar para o meu castelo! – Dizia ele com um sorriso enorme e à espera que eu desse a mão a ele para me ajudar a sair do carro.
-Claro meu príncipe! – Ao mesmo tempo dava a mão a ele e sorria. A noite estava a ser perfeita, tão perfeita que parecia um sonho.
-Não se esqueça do saco.
-Continuo a não aceitar o telemóvel!
-Mas vai! Vá, sua teimosa, venha…
-Então que acha?
-É pequena… Tens a certeza que és um jogador de futebol?
-É assim, o meu treinador diz que eu até sei dar uns toques na bola, por isso acho que sim. – Ambos manda-mos uma gargalhada, o David era muito divertido – Mas está desiludida?
-Não! Muito pelo contrário! Cada vez me surpreendes mais.
-Você também, não se preocupe!
-Eu? Como te surpreendi?
-Ao tornares-te mais importante a cada segundo que passa.
Voltei a baixar a cabeça.
-Não voltes a fazer isso - sussurrava eu muito baixinho.
-A fazer o quê?
-Cada vez que me dizes isso eu acabo por baixar a cabeça por estar envergonhada. Tens de parar de me pôr assim.
-Você é que tem de parar de baixar a cabeça cada vez que eu digo estas coisas não acha? – Dizia-me o David ao mesmo tempo em que me agarrava. A mão dele era enorme. Sentia ela nas minhas costas a subir devagar.
-Acho, mas os teus olhos intimidam qualquer uma.
-Então nem imagina os seus! Sinto-me sempre arrepiado, sempre!
-Não sejas assim…
-Está bem – agora a mão dele já estava na minha cara – Mas você é linda.
-Já te viste ao espelho?
-Sim, e tenho quase a certeza que não sou rapariga!
- Ahahah! David não é isso! Tu és lindo, a sério…
-Hmm… Não sei, porque diz isso?
-Porque sou inteligente e estou-te a dizer que és lindo e tu tens que acreditar em mim. Satisfeito?
-Ok, muito satisfeito! Quer ver um filme?
-Não tens treino amanhã?
-Não, tenho folga.
-Nem sei porquê. O Senhor Jorge Jesus devia estar a apertar com vocês!
-É, vê lá… Já trabalhamos muito… Mas é inicio da temporada. Precisamos de tempo.
-E de 6 pontos.
-Está bem mamã. Quer ver um filme ou não?
-Ó desculpa se te aborreci, mas custa-me ver o meu Benfica longe do primeiro lugar. Sim claro! Queres ver qual?
-Não faz mal. Eu entendo-te. Também sou Benfiquista! Não sei, podes ir tu escolher…
Fui para a sala escolher o filme, o David tinha ido à cozinha. A sala era uma sala muito bonita e ele tinha uma grande colecção de DVD’s. Escolhi se calhar, o pior filme que ele tinha lá. Não era o pior mas um dos mais violentos mas era um filme que adorava. Vi-a sempre que podia e para mim um dos melhores do mundo, “O Pianista”.
-David que andas a fazer?
-Estou a fazer pipocas para nós comer-mos. Gostas não gostas?
-Sim, adoro. Um crime para a humanidade. Despacha-te. Já escolhi o filme!
-Está bem, trinta segundos!
Vimos o filme agarradinhos um ao outro, as lágrimas vieram me aos olhos várias vezes e cada vez que isso acontecia o David apertava-me com mais força para me sentir segura e a verdade é que sentia-me mais calma. O filme terminou às duas da manhã. Sentia-me já muito cansada e cheia de sono. Já nem tinha autocarros, nem barcos para o Barreiro mas tinha de ir.
-David já é tarde, tenho de ir.
-Para onde?
-Para casa obviamente…
-Já é muito tarde, não queres ficar antes aqui a dormir?
-Não é preciso, eu chamo um táxi e vou…
-Não, eu vou-te levar.
-Já é muito tarde, depois tinhas que vir sozinho. É melhor não. Eu chamo um táxi.
-Não te posso deixar ir com um taxista. Nunca se sabe o tipo de pessoa que é. Não, escolhe: ou ficas ou vou te levar!
-Ok, então fico. Já que vou ficar, está a dar as “Donas de casa desesperadas”, achas que podemos ver?
-Claro…

Mandei uma mensagem à minha mãe avisar que ia ficar a dormir na casa da Inês e para não se preocupar que ficava bem e voltei-me a sentar ao lado do David, agarrada a ele. Os episódios das “Donas de casa desesperadas” são sempre muito divertidos mas a verdade é que estava cheia de sono e estar agarrada ao David é tão bom que deixei-me dormir.

publicado por acordosteusolhos às 13:13

comentários:
Aii Jeus....isto está cada vez melhor :D
Adoro simplesmente.....

Bjinhos :D
a 26 de Agosto de 2010 às 13:55

Obrigada Mé :)

isto está altamente... continua...
bjs
ana afonso a 26 de Agosto de 2010 às 14:58

Obrigada ;)

quando postas os proximos?!
bj

ana afonso a 26 de Agosto de 2010 às 15:24

Hoje irei postar mais três ou quatro :)

fixe... bgd...
continua... a historia esta mt boa
ana afonso a 26 de Agosto de 2010 às 15:59

mais sobre mim
arquivos
2011

2010

arquivos
2011

2010

Música da Mena
Deixo aqui a nossa GRANDE cantora do chat, a Mé :b
Agradecimentos
Queria agradecer a todos que lêem a minha fan fic. Queria também agradecer ao blog http://23davidluiz.blogspot.com/ por publicar a minha fan fic e também ao blog http://david-luiz-fans.blogspot.com/. Muito obrigada a todos *
Críticas
Façam comentários com críticas, sejam elas positivas ou negativas. É com os erros que se aprende ;)