01
Set 10

-Boa Noite.
-Boa noite, estás atrasada.
-Cheguei às oito horas como me disse.
-Estás atrasada – Nota: chegar antes das oito porque às horas certas estou atrasada. – Vai-te maquilhar. É na segunda porta. Eduardo! Esqueces-te do dia 19!
Nem sabia o nome daquele senhor, apenas o conhecia por “director da BenficaTV” mais nada. Fiz o que ele me mandou, não queria chegar “atrasada”.

20:30

-Então é assim, tu vais estar com isto no ouvido e vais fazer o que te digo. Só tens que olhar para a câmara e dizes o que está neste ecrã ok? Vamos fazer um teste em 1, 2, 3. – Estava mais nervosa do que o David num dia de jogo. – Estás a ouvir? Quando disser vais começar a ler o que está no ecrã. –ouvia no “phone” que tinha no ouvido. – Agora.
-Boa noite, eu sou a Catarina e este é o jornal das 21 horas. A equipa principal voltou a treinar hoje no seixal. A equipa de futsal derrotou o Sporting no pavilhão da Luz. O Presidente volta a lembrar que é necessário os adeptos ajudarem a equipa.
“Muito bem, podes parar” Ouvia no phone outra vez. Uma rapariga veio dar-me um copo de água.
-O carrancudo gostou de ti.
-Quem?
-O José.
-Desculpa mas quem é o José?
-O director da BenficaTV.
-Ah, a sério? Isso é bom certo?
-Muito bom, ele não costuma gostar de ninguém…
-Ainda bem…
-Prepara-te. Vais ter mais trabalho. – a rapariga virou-se e foi-se embora.
-Catarina, podes descansar. Às dez para as oito aqui nesta mesa. – Dizia José
-Ok, obrigada. – José era um rapaz novo, trinta anos. Director da BenficaTV de certeza por cunhas mas tinha que ir coscuvilhar. Sai da sala e fui até uma sala de convívio parecia-me.
-Olá Catarina!
-Guilherme! Tudo bem?
-Tudo! E contigo? Emprego aqui hein!
-Sim.. Estou tão nervosa.
-Não te preocupes, vai correr tudo bem. Queres beber alguma coisa?
-Não… Obrigada.
-E comer?
-Também não. Estou tão nervosa que não tenho fome nenhuma!
-Estou a ver. Olha, cuidado com o José.
-Porquê?
-Ele gostou de ti.
-Então?
-Ainda te põe a trabalhar aqui de dia e noite. A ir com a equipa para os estágios e jogos lá fora.
-Não me importo com essa última parte.
-Sim, mas mesmo assim, toma cuidado.
-Claro! Bem tenho de ir antes que chegue atrasada.
-Vai, olha boa sorte!
-Obrigada.
Entrei dentro da sala, as luzes já estavam mais forte e eu desta vez já tinha chegado um pouco atrasada, dois minutos.
-Onde estiveste?
-Perdi-me.
-Está bem. Despachem-se, despachem-se. Voltem a retocar ela. Depressa. – A maquilhadora apareceu ao pé de mim outra vez para me maquilhar outra vez.
-Muito bem malta, vamos começar. Falta um minuto. Catarina senta-te. Vamos lá. Sorri mas não muito.
-Ok.
-Não digas nada agora.
-Ok. – vi a cara de José, estava aborrecido. Obvio, voltei a falar.
“Estás a ouvir? Acena a cabeça se sim”. Acenei que sim.
“Então vamos começar. Falta trinta segundos”.
A minha barriga estava vazia, mas não estava com fome. Sentia as minhas pernas a tremer. Faltava pouco tempo para a minha estreia. Isto ia correr mal.
“Dez, nove, oito, sete, seis, cinco, quatro, três, dois.” Deixei de ouvir, fiquei preocupada. Tinha perdido a ligação e não sabia o que fazer.
“Agora”
-Boa noite, eu sou a Catarina e este é o jornal das vinte e uma horas….

21:45

-Muito bem malta! Por aqui acabou. Podem ir para casa! – Sentia a barriga a dar voltas, já não estava nervosa, tinha passado tudo. Não me engasguei em nenhuma parte mas mesmo assim algo me dizia que aquilo tinha corrido muito mal.
-Guilherme como foi?
-Foste espectacular! Nenhuma das nossas raparigas é melhor! Tens mesmo jeito. De certeza que és Química?
-Sim! Sem dúvida!
-Catarina, posso falar contigo? – Interrompia José.
-Claro.
-Queria fazer um contrato contigo. Dois anos.
-Dois anos? Eu não sei se…
-Podes pensar. Não preciso de respostas agora. Bem, podes te ir embora. Amanhã quero-te aqui mais cedo.
-Adeus… Até amanhã. – Despedi-me do Guilherme e dirigi-me para a garagem. Agora não era só o David que estacionava ali.


21:10

Cheguei a casa, o cheirinho a comida que vinha da cozinha era formidável. David lá se desenrascava na cozinha e aquela hora já comia tudo.
-Olá amor! – Dei-lhe um beijo. – Que achas-te?
-Foste espectacular! Tens mesmo jeito para a televisão. E ficas-te tão bonita. É agora que você vai ter mais fãs do que eu.
-Não brinques David.
-Não estou a brincar, estava mesmo bonita.
-Obrigada. Que estás a fazer?
-Um bifes grelhados com batatas fritas.
-Ainda bem! Estou cheia de fome!
-Põe a mesa amor.
-Vou já pôr. David, há um problema.
-Que foi?
Virei-me para ele e encostei-me à mesa.
-Eles querem fazer um contrato comigo de dois anos.
-Então e?
-E, eu não sei se aceito.
-Eu acho que devias aceitar. – David volta-se para o balcão para virar os bifes.
-Achas?
-Sim, pelo que eu vi és muito boa.
-Mas e depois? Se te contratam?
-Podes ficar ou vir comigo.
-David, sabes a resposta dessa pergunta. Eu vou contigo mas não sei se aceito por causa disso mesmo. Depois despeço-me?
-Sim, porque não?
-Não gosto da ideia de me despedir, apenas isso.
-Tu gostas-te não foi?
-Sim, gostei.
-Muito?
-É diferente. Estou a ganhar bem e é engraçado.
-Então aceita.
-Não te importas?
-Já disse que não.
-Obrigada.
-O jantar está pronto.

publicado por acordosteusolhos às 13:23

comentários:
ahah Obrigada Sara :D

mais sobre mim
arquivos
2011

2010

arquivos
2011

2010

Música da Mena
Deixo aqui a nossa GRANDE cantora do chat, a Mé :b
Agradecimentos
Queria agradecer a todos que lêem a minha fan fic. Queria também agradecer ao blog http://23davidluiz.blogspot.com/ por publicar a minha fan fic e também ao blog http://david-luiz-fans.blogspot.com/. Muito obrigada a todos *
Críticas
Façam comentários com críticas, sejam elas positivas ou negativas. É com os erros que se aprende ;)